Categorias
Leia

Roteamento Estático e Dinâmico – CCNA – Modulo2

2 características do balanceamento de carga: permite a um roteador encaminhar pacotes em vários caminhos para a mesma rede de destino e o protocolo oferece suporte ao balanceamento de carga de custo desigual.

Gateway de último recurso é simplesmente o endereço IP usado para rotear os pacotes endereçados a redes não listadas explicitamente na tabela de roteamento. Um computador com Windows usa o termo gateway padrão, não gateway de último recurso, é o que permite o encaminhamento de tráfego para o qual não haja rota específica.

Quando um Roteador descobre que vários caminhos estão disponíveis para uma rede de destino do mesmo protocolo de roteamento, a rota com a métrica mais baixa é colocada na tabela de roteamento para encaminhar pacotes para essa rede.

A porta exibida é uma porta USB que é encontrada em alguns modelos de roteadores Cisco.  O ROM contém os diagnósticos implementados nos módulos de hardware. A memória flash não perde seu conteúdo durante uma reinicialização.

Sobre as rotas estáticas:  Exigem reconfiguração manual para acomodar alterações da rede e são identificadas na tabela de roteamento com o prefixo U.

Um protocolo de roteamento permite que um roteador compartilhe informações sobre redes conhecidas com outros roteadores.

Para encaminhar o tráfego de rede para redes remotas é necessário um roteador

Na entrada da tabela de roteamento, S 10.2.0.0 [1/0] via 172.16.2.2, os números entre colchetes indicam a distância administrativa e a métrica, respetivamente

O comando enable secret é responsável por criptografar a senha que foi ativada. O comando service password-encryption protege todas as senhas e evita que elas sejam visualizadas durante a utilização do comando show running-configuration

O endereço IPv6 e o prefixo para uma rota estática padrão é:: /0.

Para determinar se a interface de saída estava ativada e se o outro endereço de próximo salto estava disponível: utilize o ping para visualizar se o endereço do próximo salto está acessível e o show ip interface brief para verificar se a interface de saída ou a interface conectada ao endereço do próximo salto.

Roteamento estático é melhor usado em vez do roteamento dinâmico porque  é mais seguro e utiliza menos processamento e largura de banda do roteador.

A rota estática padrão compatível com todos os destinos IPv4: 0.0.0.0 0.0.0.

A principal característica da rota estática padrão: é identificar o endereço IP do gateway ao qual o roteador envia todos os pacotes IP para os quais ele não tem uma rota aprendida ou estática

Rota estática totalmente especificada é criada quando o endereço IP do próximo salto e a interface de saída são especificados
Stub é uma rede que é acessada por uma única rota.
Uma rota estática sumarizada seria configurada em um roteador é usada para reduzir o tamanho da tabela de roteamento (diminui a mascara para atender todos IPs).
Uma rota estática flutuante pode ser usada para fornecer uma rota alternativa para uma rota obtida dinamicamente (caminho alternativo). Alterando a prioridade dela para “flutuar”.
Rota de origem identifica como a rota foi aprendida, rede de destino identifica o endereço de uma rede remota, métrica identifica o valor atribuído para alcançar a rede remota, distancia administrativa identifica a confiabilidade da origem da rota
Roteamento dinâmico é mais simples de configurar do que o roteamento estático em redes de grande porte. O roteamento estático não é tão escalável quanto o crescimento de redes.
Protocolos de roteamento dinâmico são usados em roteadores para trocar informações sobre rotas entre roteadores escolhendo os melhores caminhos para rede de destino e capacidade de achar um caminho novo quando o principal estiver indisponível. Protocolos de roteamento dinâmicos tem a função de manter as tabelas de roteamento e detectar a rede.
Na tabela de roteamento o que começar com a letra D são rotas aprendidas dinamicamente com o uso do protocolo de roteamento EIGRP. As entradas de rota estática na tabela de roteamento são identificadas com S. As entradas de rota diretamente conectadas são indicadas pela letra C. L – Rotas locais e diretamente conectadas são criadas automaticamente sempre que uma interface é configurada com um endereço IP e ativada.
roteamento IPv6 ::/0 <ip gateway> (manda todos os pacotes nao conhecidos na rede para o gateway)
A configuração do RIP (codigo R, distância administrativa de 120) em um roteador deve conter instruções de rede apenas para redes conectadas. As redes remotas são aprendidas por atualizações de roteamento de outros roteadores.
passive-interface – não divulga para os vizinhos (RIP – que divulga de 30 em 30seg)
C – Contactado
S – Estática
D – EIGRP
O – OSPF
R – RIP