Categorias
Leia

Estudos para Certificação Cisco Roteadores e Switchs – CCNA – Modulo1 – Parte5

Em redes Ethernet, o endereço MAC de broadcast são 48 bits em 1, exibidos como o hexadecimal FF-FF-FF-FF-FF-FF.

Padrões Ethernet II e IEEE 802.3 definem o tamanho de quadro mínimo como 64 bytes e o máximo como 1518 bytes.

O endereço MAC destino é utilizado para a entrega local de quadros Ethernet. O MAC tem 48 bit ou 6 bytes (24 bits para o fabricante e 24 para identificação). O endereço MAC (camada 2) é alterado a cada segmento de rede ao longo do caminho. Como o quadro sai do servidor Web, será entregue usando o endereço MAC do gateway padrão.

A subcamada MAC é a menor das duas subcamadas de enlace de dados e está mais próxima da camada física. As duas principais funções da subcamada MAC são encapsular os dados dos protocolos de camada superior e controlar o acesso ao meio físico.

O ARP resolve IPv4 em endereço MAC.

Tamanho de um quadro é de 64 bytes minimo e o máximo é 1518 bytes

Preambulo avisa o destino para preparar novo quadro, FCS verifica erros,

A Ethernet na camada de enlace de dados é dividida em duas subcamadas: as subcamadas MAC e LLC. A subcamada LLC é responsável pela comunicação com as camadas superiores, e a subcamada MAC (Encapsula e acessa o meio) se comunica diretamente com a camada física. Encapsulamento de dados fornece três funções principais: Delimitação de quadro, Detecção de erros, Endereçamento. 

O endereço MAC multicast é um valor especial que começa com 01-00-5E em hexadecimal. Permite que um dispositivo origem envie um pacote a um grupo de dispositivos.

Quando um switch de camada 2 recebe um quadro com um endereço destino de broadcast, ele inunda o quadro em todas as portas exceto naquela que recebeu o quadro.

Quando um dispositivo de rede precisa se comunicar com um dispositivo em outra rede, envia uma solicitação ARP pedindo o endereço MAC do gateway padrão. O gateway padrão (RT1) direciona uma resposta ARP com o endereço MAC Fa0/0.

Como o PC2 acabou de enviar uma mensagem de broadcast para todos os hosts, o endereço MAC para o PC2 já está na tabela MAC do switch. Uma mensagem unicast do PC1 para o PC2 será encaminhada pelo switch diretamente para o PC2.

Quando o método de switching store-and-forward é usado, o switch recebe o quadro completo antes de encaminhá-lo para o destino. Por outro lado, um switch cut-through encaminha o quadro assim que o endereço destino de camada 2 é lido.

A parte de CRC (cyclic redundancy check, verificação de redundância cíclica) do trailer é usada para determinar se o quadro foi modificado durante o trânsito. Se a integridade do quadro estiver mantida, o quadro será encaminhado. Se não for verificada a integridade do quadro, o quadro será descartado.

O número binário 0000 1010 pode ser expresso como 0A em hexadecimal. Para converter um número hexadecimal para binário, basta observar a tabela de correspondência abaixo, cada digito em hexadecimal corresponde a quatro dígitos binários. Desta forma basta unir os dígitos para formar o número binário.

Para converter um número hexadecimal em decimal, considere que o dígito mais à direita representa a coluna de 1s em que podem aparecer valores de 0 a F.  Um valor hexadecimal A é equivalente ao decimal 10. B equivale a 11 e assim por diante até F equivaler a 15. O valor de F no número F equivale a 15. Em seguida, considere o valor de 3 no número hexadecimal de 3F. Esse espaço reservado é a coluna de 16s. Multiplique o número 3 por 16 para totalizar 48. Some o número 48 a 15 para totalizar 63. O hexadecimal 3F equivale a um valor decimal de 63.

Com a bufferização em memória compartilhada, a quantidade de quadros armazenados no buffer é restringida apenas pelo tamanho de todo o buffer de memória e não limitada a um único buffer de porta. Isso permite que quadros maiores sejam transmitidos e menos quadros sejam descartados. Isso é importante para o switching assimétrico, que se aplica a este cenário, quando os quadros são trocados entre portas de taxas diferentes. Com um buffer de memória baseado na porta, os quadros são armazenados em filas vinculadas a portas de entrada e saída específicas, tornando possível que um único quadro atrase a transmissão de todos os quadros na memória devido a uma porta destino ocupada. O cache de nível 1 é a memória usada em uma CPU. A configuração fixa se refere à disposição da porta no hardware do switch.

Tabela de endereço MAC – Switch tem uma tabela CAM a qual tem porta e MAC de cada host e aprende o MAC quando recebe um dado de um host.

MDIX Automático – descobre qual é o tipo de cabeamento que esta sendo usado em autoconfigura para trabalhar com ele